26 de outubro 2017

O poder do feminino nos homens

feminino
26 outubro 2017

O poder do feminino nos homens

Todos nós ganhamos quando eles se abrem para as qualidades femininas que estão presentes no sexo masculino
Sobre o autor: Gustavo Tanaka

É escritor, empreendedor e facilitador de processos de autoconhecimento. Iniciador do Brotherhood, um movimento que desenha experiências de autoconhecimento para homens para criar uma nova visão de masculinidade.

Texto por: Gustavo Tanaka

É escritor, empreendedor e facilitador de processos de autoconhecimento. Iniciador do Brotherhood, um movimento que desenha experiências de autoconhecimento para homens para criar uma nova visão de masculinidade.

Quando pensamos em feminino, a imagem que vem automaticamente é de uma mulher. Quando pensamos em masculino, temos a imagem de um homem.
Cada pessoa vai reproduzir uma imagem diferente. Cada um cria na sua tela mental um arquétipo diferente de masculino e feminino.
Pode ser que você pense em feminino como uma deusa, uma fada, uma modelo, uma bruxa, uma guerreira, sua mãe ou alguma mulher que conheceu.
Pode ser que, ao pensar em masculino, você pense num homem como seu pai, algum ídolo, um rei, um monge, um CEO, um lenhador.
E quando falamos em feminino nos homens?
Uma das maiores descobertas na minha vida aconteceu quando descobri que havia o feminino dentro de mim. Quando descobri que homens e mulheres têm masculino e feminino.
Alguns lugares dizem que o homem tem 51% da energia masculina e 49% da energia feminina. E que as mulheres têm 51% da energia feminina e 49% da energia masculina. Eu não sei qual a precisão e de onde esses percentuais foram tirados, mas de alguma maneira fazem sentido para mim.
Olha só, se o homem tem 49% de energia feminina, onde ela está? E o que é esse feminino no homem? O homem aprendeu que tem que ser macho. Que não tem feminino dentro dele, de jeito nenhum! Vou listar aqui algumas caraterísticas do feminino nos homens e o poder que elas revelam.

Intuição

Homens são racionais e mulheres são intuitivas. Isso é o que aprendemos. Mas a verdade é que o homem também pode acessar e viver a partir da intuição. Tem coisas que simplesmente não podem ser explicadas, mas são sentidas. Confiar nesse sentido é como destravar superpoderes. Lembra do "senso aranha" do homem aranha? É tipo isso. É um poder para tomar decisões e fazer escolhas.

Emoção

Homem não pode chorar, não pode se emocionar. Tem que manter um distanciamento das emoções. Homem que se emociona num filme é sacaneado pelos amigos. Homem que chora numa discussão com uma mulher costuma ser visto como fraco pela própria mulher. Homem que chora quando discute no trabalho, quando se sente pressionado ou quando está estressado é fraco. Quando o homem não chora, ele se torna uma bomba relógio. Aí precisa beber, precisa ser violento, precisa de alguma distração que dê vazão a essas emoções que não saíram.
O contato do homem com seu feminino faz ele entender a importância de chorar, de desabafar, de se abrir. É libertador e empodera. Empodera porque ele passa por cima de um sistema de crenças que dizem que ele não pode demonstrar sentimento.

Vulnerabilidade

É muito raro um homem pedir a ajuda a outro homem. Ainda mais raro é pedir ajuda a uma mulher. Homem não costuma ligar pros amigos pra desabafar, pra pedir colo, pra pedir escuta. Homem enfrenta a dificuldade e acha que ele tem que aprender a lidar com aquilo sozinho. Homem que se mostra fraco é menos homem que outro homem. Foi isso que aprendemos.
Mas a verdadeira coragem não está em passar por cima dos outros, em tomar decisões ousadas, em arriscar. A verdadeira coragem está em aceitar sua vulnerabilidade. Aceitar a verdade que ele não é tão forte assim.
Quando um homem entra em contato com sua vulnerabilidade, ele ganha um poder incrível de se conectar aos outros, de encontrar conexão com outras pessoas e de se conhecer melhor.

Arte

A mulher tem liberdade de expressar arte mais do que o homem. Homem não é estimulado a pintar, fazer poesia ou dançar. Homem tem que jogar bola, lutar e ganhar troféu.
Não tem troféu na arte. Não tem meritocracia na arte. E, por isso, a arte fica renegada e deve ser escondida.
Até hoje eu tenho vergonha de mostrar minhas poesias, de compartilhar as músicas que escrevo e de dançar em público.
Tenho trabalhado nisso, soltando a minha arte e permitindo me expressar. Quando faço isso, acesso uma força interna muito especial. Sinto-me vivo, criativo e conectado com algo maior. A arte é trazer o céu para a terra, materializar o invisível. E todo homem tem a capacidade de se conectar com isso.

Cuidado

A mulher cuida. O homem é cuidado. Homem trabalha pra prover e sustentar e a mulher cuida. Esse é um dos programas que rodam dentro dos homens. E, assim, o homem não aprende a cuidar. Ele nem sabe como fazer isso.
Não sabe escutar, não sabe como apoiar, não sabe ser empático.
O feminino no homem também está em aprender a olhar para o outro e a cuidar do outro, vendo que ele não é um competidor ou uma ameaça. E que, se ele parar para olhar para o lado e cuidar, não vai ser menos homem.
O homem que cuida consegue se conectar mais às mulheres, à sua família, aos seus filhos e aos seus pais. Nessa conexão, ele acessa mais uma chave para um poder pessoal.

Existem muitas qualidades do feminino nos homens. Precisamos nos abrir para elas, permitir que a gente descubra, revele e expresse esses valores. Assim, vamos nos tornar seres humanos melhores para nós mesmos, para os outros e para o planeta.